Confissões de um Funcionário

O começo.

Trabalho aqui há mais de 10 anos. O que eu não vivi, eu ouvi.

Vou começar do começo. Já frequentava o bar quando mandei meu currículo. Que acho que ninguém leu.

Antes da entrevista começar, me ofereceram uma dose. Aceitei. Perguntaram se eu tinha experiência, se tinha problemas com drogas e sobre mais alguma outra coisa que não lembro. Em 10 minutos fui contratado. O dono do lugar foi com a minha cara e comecei a trabalhar naquele mesmo dia. Trabalhei de dia, de noite e logo me enturmei. Um bando de gente louca. Ficamos amigos!

Vou usar esse espaço para contar a loucura que é trabalhar no Bar Bukowski. O que vi. O que vivi. O que ninguém teria coragem de contar.